Disney – Post 2: carro ou traslado, alimentação, ingressos

Carro: alugar ou não alugar?

Este foi o nosso maior dilema. Tínhamos medo de usar carro em um lugar desconhecido e nos perdermos com frequência e, pior, “batermos boca” com frequência… Sabe como é, homem não gosta de pedir informações, a mulher fica “buzinando” no ouvido do marido rsrsrs. Mas conseguimos um preço muito legal na  Álamo, pelo  site da Happy Tours. O valor incluía o GPS e eles tinham uma opção de pegar e deixar o carro em uma loja dentro do complexo Disney. É só pedir na recepção do hotel que a Alamo manda um ônibus te buscar e te levar até a loja, sem custo. Não podíamos deixar passar…
Tomamos coragem e resolvemos alugar o carro por 7 dias (que é o mesmo valor de 4 dias). Foi a melhor coisa que fizemos! A retirada e entrega foram super simples, sem maiores burocracias. Ficou mais econômico que traslado e nos deu muito mais conforto e autonomia. Os carros são automáticos e, portanto, super fáceis de guiar (segundo meu marido, “não requer prática nem tão pouco habilidade” rsrsrs). No geral (principalmente dentro da área Disney), as vias são muito bem sinalizadas. De resto, o GPS se encarregou (pelo menos a maior parte do tempo rsrsrs).

Nosso "carrinho". Quero um !!!!!

Nosso “carrinho”. Quero um !!!!! E olha q alugamos o mais baratinho …

Gamei no reloginho. Pobre é fogo ...

Gamei no reloginho. Pobre é fogo …

Dicas:

– Compramos uma cadeirinha pra Dona Maricota no Wallmart. Custou menos de U$20. Bem mais barato do que alugar.

– Você pode pedir pro atendente da locadora configurar o GPS para português. Mas é português de Portugal. A nossa era uma portuguesa. Demos algumas gargalhadas às custas dela rsrsrsrs. Dona Maricota, então, nem se fala … Isso quando não a xingávamos ao ouvir o irritante “recalculando”, que significa: “estou perdida”… Aliás, se a sua portuguesa disser “assim que possível, inverta a marcha”, isso quer dizer, mudar de pista, ou melhor, se você estiver indo pro sul, dá teu jeito de virar na direção contrária, deu pra entender ?!

Ingressos

Mais uma vez, pesquisei muito pra conseguir os melhores preços. Os ingressos Disney comprei na Decolar, numa promoção compre 3, ganhe 5! Só precisei apresentar o voucher na recepção do hotel e eles me deram os cartões contendo as entradas.

Já os ingressos para os parques da Universal e Sea World, comprei nos sites dos próprios parques. Você imprime os ingressos pela internet e apresenta na entrada no parque. Fácil assim! Ah: os ingressos são pessoais (vêm com os nomes dos usuários), mas não vi ninguém cobrando identificação na entrada.

Alimentação

Pra quem fica hospedado em hotéis Disney, existe a opção do Dinnig Plan, um pacote que dá direito a 3 alimentações por hóspede/noite, durante todo o período de hospedagem, apenas no complexo Disney. Detalhe, você tem que optar pelo  Dinning Plan na hora em que faz a reserva. Não dá pra comprar separado depois… Em determinadas épocas do ano eles fazem promoções que inclui hospedagem, ingressos e alimentação é gratuita. Aí, é claro que vale a pena! Mas, infelizmente, quando fomos, não havia essa promoção. Clique aqui para mais informações.

Optamos por não fazer o Dinning Plan e, sinceramente, não me arrependi. Antes de viajar, fizemos os cálculos e vimos que o plano nos custaria cerca de U$150/dia, independente de o utilizarmos. Pela nossa programação (que conseguimos seguir), não comeríamos no complexo Disney por 5 dias (dias em que fomos a outros parques, compras etc), o que já seria um prejuízo de U$750. Além disso, a comida nos parques Disney e hotel não é tão cara como achávamos que seria (nos restaurantes que eles chamam de Quick Service, inclusive hotel, refeição de adulto custa cerca de U$19 e infantil U$13, este último incluindo bebida e frutinha de sobremesa). Muitas vezes eu comi prato infantil ou dividi um adulto com a Dona Maricota. O restaurante do hotel ficava lotado no café da manhã, assim, pra não perdermos muito tempo, tomávamos um SUPER café da manhã no quarto, com mantimentos que compramos no Wallmart no dia em que chegamos.

Enfim, saímos na vantagem. Mas a decisão é de cada um e deve considerar o perfil de cada família. No nosso caso, chegávamos o mais cedo possível nos parques, saíamos quando esses fechavam e aproveitávamos o máximo possível as atrações, o que significa que fazíamos refeições bem rápidas ou lanche durante o dia e jantávamos no hotel.

Dica: no Wallmart existem pacotinhos com frutinhas e cenourinhas baby já lavadinhas, prontas pra comer. Também tem queijinho processado e uma enorme variedade de sucrilhos e barrinhas de cereal. Recheávamos nossa mochila com esses produtos e comíamos durante todo o dia. Foi a maneira que encontramos de fazer a Dona Maricota comer “coisinhas saudáveis” durante nossa estadia. Porque, se dependêssemos da comida que eles servem por lá, estaríamos ferrados!! Com exceção dos restaurantes brasileiros, é impossível comer um arroz com feijão, legumes etc etc. No máximo uma caesar salad (no terceiro dia eu já estava mugindo de tanto comer alface rsrsrsrs).

Pela cara da Dona Maricona dá pra perceber que ela não curtiu muito a comida rsrsrs

Pela cara da Dona Maricota dá pra perceber que ela não curtiu muito a comida rsrsrs

Aliás, não tive tempo de ir a restaurante brasileiro, pois a grande maioria fica na International Dr, por onde só andamos “de passagem”, a caminho dos shoppings e parques fora Disney. Então, não tenho como indicar nenhum restaurante brazuca, sorry… Mas, se alguém conhecer, deixe a dica aqui!

Mais informações sobre este destino:

Disney – Post 1 – Os Preparativos – Voos e hotel
Disney – Post 3: Fugindo das filas
Disney – Post 4 – Animal Kingdom
Disney – Post 5 – Hollywood Studios
Disney – Post 6 – Magic Kingdom
Disney – Post 7 – Epcot
Disney – Post 8 – Universal Studios
Disney – Post 9 – Islands of Adventure
Disney – Post 10 – Sea World
Novidades nos parques de Orlando em 2013 e 2014
Simpsons no Universal Studios

Anúncios

13 opiniões sobre “Disney – Post 2: carro ou traslado, alimentação, ingressos

  1. Pingback: Simpsons no Universal Studios | Pé na estrada com Dona Maricota

  2. Pingback: Novidades nos parques de Orlando em 2013 e 2014 | Pé na estrada com Dona Maricota

  3. Pingback: Disney – Post 10 – Sea World | Pé na estrada com Dona Maricota

  4. Pingback: Disney – Post 9 – Islands of Adventure | Pé na estrada com Dona Maricota

  5. Pingback: Disney – Post 8 – Universal Studios | Pé na estrada com Dona Maricota

  6. Pingback: Disney – Post 7 – Epcot | Pé na estrada com Dona Maricota

  7. Pingback: Disney – Post 6 – Magic Kingdom | Pé na estrada com Dona Maricota

  8. Tem arroz nos restaurantes do shopping, outlets, alguns restaurantes da Disney que tem refeições como o Rainforest café no Animal Kingdom e Gardem Grill no Epcot. Planet Hollywood também tem. Comi arroz todos os dias, com legumes e grelhados. E pra ser sincera comi um arroz mais gostoso nesses lugares do que nos restaurantes brasileiros da Internacional Drive. Feijão brasileiro só nos restaurantes brasileiros mesmo

    Curtir

    • Tem razão Cristiane. Consegui comer arroz quando comi em shopping (restaurante chinês). Fora isso, como você disse, pra comer melhor temos que optar por restaurantes que servem refeições, ou seja, temos que perder um tempinho, o que me deixava “dividida”: comer melhor ou aproveitar todas as atrações rsrsrsrs? Mas de qualquer forma, acho que vale o seguinte: não dá pra “morrer de inanição” em poucos dias rsrsrs. E pros pequenos, nada que um leitinho com frutas não resolva. E isso é o que não falta lá na Disney. E cá entre nós, vale o sacrifício rsrsrsrs.

      Curtir

Gostou do post? Tem alguma dúvida ou dica? Deixe seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: